Nordeste

Fernando de Noronha

Fernando de Noronha é um arquipélago de ilhas vulcânicas, localizado a 354 km da costa brasileira e um dos destinos mais desejados para viagens no Brasil.

Fernando de Noronha foi o primeiro parque marinho do Brasil, sendo que 70% da ilha é protegida, e também foi declarado Patrimônio Mundial da UNESCO.

As praias são fantásticas e amplamente desertas, já que somente 420 pessoas são permitidas na ilha por vez.

Este lugar recentemente se tornou um paraíso para as celebridades brasileiras e, como resultado, os preços subiram um bocado.

Se você está procurando uma ilha deserta com um pouco de luxo nas hospedagens e ainda simples na infraestrutura, Noronha é o lugar certo para você. Este guia de viagem para Fernando de Noronha irá te ajudar a conhecer um pouco mais sobre esse paraíso.

Fernando de Noronha: informações gerais

Noronha certamente pode ser considerado um dos lugares mais lindos da América do Sul.

O arquipélago é composto por 21 ilhas e apenas a maior delas é habitada (população de 3.500 pessoas). Visitar as outras ilhas requer autorização especial da autoridade ambiental, pois são áreas protegidas do Parque Nacional Marítimo.

Para entrar na ilha, é necessário o pagamento de duas taxas obrigatórias:

A primeira é a TPA (Taxa de Preservação Ambiental), que deve ser paga pela internet ou no aeroporto. O recomendado é pagar a taxa antecipadamente pelo site http://www.noronha.pe.gov.br

Você evitará transtornos e filas durante a sua chegada ao aeroporto, isso te ajudará a economizar um tempo valioso da sua viagem.

Essa taxa é cobrada pelo tempo de permanência que você ficará na ilha e o valor é tabelado, por exemplo:

  • Três dias – R$211,99
  • Seis dias – R$398,56

É só entrar no site, colocar o dia de entrada e saída na ilha, fazer a simulação do preço e pagar.

A segunda taxa obrigatória é a Taxa de Ingresso ao Parque Nacional. O pagamento dessa taxa permite acesso ao território do Parque Nacional Marinho, onde estão incluídas algumas das praias mais conhecidas de Noronha, como a Praia do Leão, Praia da Atalaia, Praia do Sueste, Praia do Sancho e Baía dos Porcos. 

O valor é fixado em R$ 106,00 para turistas brasileiros e R$212,00 para estrangeiros e é válido por 10 dias. Esta taxa pode ser paga diretamente no aeroporto.

Há uma estrada que circunda a ilha principal e conecta muitas de suas atrações.

É possível alugar um carro ou um buggy por cerca de US$ 50 a 70 por dia, dependendo de onde você alugar.

A maneira mais fácil de se locomover é de ônibus (R$ 2,85) que vai e volta pela estrada principal do Porto de uma ponta da ilha até a Praia de Sueste.

Outra opção é pedir carona como quase todas as pessoas locais e às vezes pegar um táxi, é comum também às pessoas conseguirem carona com uma excursão que está indo para a mesma direção

O fuso horário é UTC-02:00 horas o ano todo, o que significa que durante a maior parte do ano é uma hora à frente do fuso horário padrão do litoral e do centro do Brasil.

Top 5 coisas para ver e fazer em Fernando de Noronha

1. Visitar o Projeto Tamar de Fernando de Noronha

O Projeto Tamar é uma organização ambiental brasileira focada na conservação de tartarugas.

Vale a pena visitar o centro de Fernando de Noronha para saber mais sobre como as tartarugas estão ameaçadas e o que está sendo feito para protegê-las.

Durante a temporada de incubação, você pode assistir tartarugas recém-nascidas correndo em direção ao mar.

2. Aproveitar as praias de Noronha

Praia em Fernando de Noronha

Seria muito difícil perder as praias de Fernando de Noronha.

A Baía do Sancho é uma das praias mais bonitas do país. Acessível se descer um penhasco de 100 pés equipado com a ajuda de algumas escadas de ferro, a praia recompensa com areia tingida de vermelho e água cristalina.

3. Fazer a Trilha Histórica de Fernando de Noronha

Trilha Histórica de Fernando de Noronha

Apesar de hoje ser um ponto conhecidíssimo pelo ecoturismo, Noronha já foi uma ilha estabelecida como uma base militar.

Há uma pista de caminhada que tem muitos locais históricos de construção e começa na Vila dos Remédios.

Trata-se uma das poucas atividades que não são baseadas na natureza e oferece informações sobre a história da ilha.

4. Mergulhar em Fernando de Noronha

Mergulho em Fernando de Noronha

Com água quente durante todo o ano e excelente visibilidade, Fernando de Noronha é considerada uma das melhores áreas de mergulho da América do Sul. Os mergulhos variam de 80 a 130 pés de profundidade.

Existem três belos locais de mergulho facilmente acessíveis, bem como golfinhos, tartarugas e outras espécies marinhas.

Os mergulhos em Fernando de Noronha possuem preços bem variados, começando com o valor de R$470.

5. Visitar a Praia de Atalaia, em Fernando de Noronha

Praia de Atalaia, em Fernando de Noronha

Quando a maré desce na praia de Atalaia, pequenas poças de água são deixadas entre os recifes e formam lindos aquários naturais.

Os peixes tendem a ficar presos nessas piscinas até que a maré volte. Por isso é uma ótima oportunidade para se aproximar da vida marinha.

Onde comer em Fernando de Noronha

Depois de uma longa manhã de mergulho, nada melhor do que uma tigela de açaí com granola e banana, no Porto, em Fernando de Noronha.

Fernando de Noronha é uma ilha bem pequena e com uma estrutura bem limitada, mesmo assim a oferta de restaurantes e locais para comer é enorme.

Os preços, claro, seguem o padrão da ilha, são bem altos, certamente mais caros do que no continente.

Não necessariamente você precisará gastar muito dinheiro em todas as refeições, mas com certa frequência você terá que arcar com preços bem altos em restaurantes locais.

Se você busca gastar pouco dinheiro em alimentação, uma boa alternativa é fazer suas refeições em restaurantes self-service, ou até mesmo fazer algumas lanches enquanto estiver curtindo a praia para poder fazer uma refeição um pouco mais cara durante o período do jantar.

Dicas de Restaurantes em Fernando de Noronha

Para almoçar desfrutando de um visual incrível da praia do Porto, a dica é almoçar no restaurante Mergulhão, que tem pratos bem servidos ou na pousada Maravilha, que também tem um visual muito bonito.

Se quiser comer uma moqueca, sugerimos o restaurante Tricolor, que serve uma das melhores moquecas da ilha!

Para um almoço já no fim da tarde ou para tomar bons drinks, vá ao Bar do Meio, que tem um visual lindo no pôr do sol!

Para o jantar, uma boa dica é ir ao Varanda, que tem um cardápio extenso ou ao restaurante da pousada Triboju, que tem um ambiente muito bem decorado! 

Se ideia é comer rapidamente ou ir a um self-service, vá para a Vila dos Remédios, onde fica o Empório São Miguel e o Flamboyant. Na vila também fica o Cacimba Bistrô, que tem um cardápio com massas, carnes, saladas e frutos do mar. 

Quando se pensa em culinária, uma grande atração da ilha é o Festival Gastronômico do Zé Maria. Zé Maria é uma figura e deixa o clima do lugar muito divertido; a variedade de pratos é excelente, apesar de o festival não sair nada barato para um casal. Se quiser participar de um festival similar, mas mais barato, uma alternativa é a Peixada da Pousada do Vale. 

  • Restaurante Biu – Floresta Nova, (81) 3619 1458. Buffet self-service.
  • Arte e Sabor Creperia – Tu-Su, das 18:30 h às 22:30 h. Cartões de crédito aceitos.
  • Tartarugão Boldró – Picanha, moquecas e mariscos grelhados. Tu-Su, 12h – 15h e 18h – 23h.
  • Alameda do Paraíso -Buffet self-service. .
  • Restaurante Ecológico – Frutos do Mar, jantar somente.
  • Sabor da Ilha – Buffet self-service. Almoço e jantar.
  • Trattoria Di Modena – comida italiana, Mo-Sa, das 19:00 h às 22:30 h. Cartões de crédito aceitos.
  • Taquinho – Buffet self-service. Almoço e jantar todos os dias.
  • Nascimento – frutos do mar, almoço e jantar.
  • Cantinho do Porto – Bifes e Massas. Tu-Su, 11:00 – 23:00. Todos os cartões aceitos.
  • Flap -Buffet self-service. Almoço e jantar, todos os dias.
  • Miramar – frutos do mar, almoço e jantar todos os dias.
  • Porto Marlin – Sushi Bar com pequena loja. Todos os dias a partir das 17h.
  • Zé Maria – Almoço e jantar todos os dias.

Melhores épocas para viajar para Fernando de Noronha

Visite durante a baixa temporada – Noronha é sempre mais cara que o resto do Brasil, mas viajar na baixa temporada entre abril e novembro deve proporcionar acomodação mais barata.

De DEZEMBRO A FEVEREIRO: ideal para os surfistas (época das melhores ondas por causa do Swell – vento que provoca ondas enormes!).

De MARÇO A JUNHO: período de maior chuva, porém com melhores preços nas hospedagens!

De AGOSTO A OUTUBRO: Época de mar mais calmo e com melhor visibilidade, ideal para quem é apaixonado por mergulhos.

FÉRIAS ESCOLARES (dezembro, janeiro, fevereiro e julho): preços ainda mais salgados!

Onde se hospedar em Fernando de Noronha

A ilha possui cerca de 70 pousadas, e também possui uma quantidade grande de residências preparadas para este tipo de serviço.

Muitos locais classificam a qualidade dos locais pelo número de “golfinhos”, também pode ser chamado de número de “estrelas”.

  • 1 golfinho (básico) – a maioria dos lugares está nesta categoria
  • 2 golfinhos (confortável) – cerca de 9 locais
  • 3 golfinhos (muito confortáveis) – 4 locais disponíveis

A maioria das pousadas tem site e pode ser reservada on-line.

Dicas de hospedagem em Fernando de Noronha

Agulhão, Alameda das Acácias, 01 Floresta Nova, 55 +55 81 3619-1368. 10 quartos, todos com ar-condicionado, TV, frigobar e chuveiro quente.

Algas Marinhas, Alameda das Flores, 118 – Floresta Nova, 55 +55 81 3619-1341. Wifi grátis. A partir de R $ 222

Ares de Noronha, Rua Pinto Branco, Vila do Trinta, 55 +55 81 3619-1231. Todos os quartos têm ar-condicionado, geladeira, TV, chuveiro quente e Wifi gratuito. R $ 190. 

Barcelar, Av. Major Costa, 128 – Vila do Trinta, 55 +55 81 3619-1249, fax: +55 81 3619-1461. Todos os quartos têm ar-condicionado, TV, frigobar e chuveiro quente. 

Colina dos Ventos, Estrada de Colina, 06 – Vila do Trinta, 55 +55 81 3619-1257, +55 81 3619-1455. Todos os quartos têm ar-condicionado, TV, frigobar, telefone, chuveiro quente e vista panorâmica.

Outros locais para ficar em Noronha

  • Canto das Sereias
  • da Fátima
  • da Morena
  • Del Mares
  • Simpatia da Ilha
  • Alquimista
  • Lenda das Águas
  • Bela Vista

O que levar em sua viagem para Fernando de Noronha

  • Roupas leves: a ilha, normalmente , é muito quente e úmida;
  • Repelente: Como toda ilha, é super necessário, principalmente no entardecer. Você vai precisar!
  • Protetor solar (para qualquer destino);
  • Chapéu com alça (para evitar a queda durante os passeios de buggy por causa do vento);
  • Garrafinha de água e algo prático e leve para comer nas praias (barra de cereais, castanhas, etc.) – pode ser muito útil, pois há várias praias desertas e sem qualquer infraestrutura (você fatalmente terá fome e sede numa delas);
  • Tênis: de preferência, um mais usado e de coloração mais escura, por causa da poeira e da lama, em caso de chuvas. Não leve aquele tênis branquinho e novo! Você irá se arrepender!
  • Chinelos e rasteirinha (para mulheres): talvez o item que você mais usará na ilha!
  • Salto alto e roupas muito sofisticadas: nem pensar! A ilha é super descontraída, os restaurantes são rústicos e, a maioria, muito simples. Relaxe e abuse da naturalidade!
  • Dinheiro: infelizmente, vários estabelecimentos ainda não aceitam cartões!

Voos para Fernando de Noronha

Os aeroportos mais próximos de Fernando de Noronha, com voos diretos, estão localizados em Recife ou Natal.

Clique aqui para ver promoções de passagens para Noronha.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios