Sudeste

Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro não é conhecido como a “Cidade Maravilhosa” à toa. Com praias douradas e montanhas exuberantes, além de vida noturna repleta de samba e espetaculares jogos de futebol, o nosso Guia de Destino do Rio de Janeiro vai te ajudar a ter uma viagem incrível ao Rio.

Vamos começar com as 4 principais razões para viajar para o Rio de Janeiro.

1. Paisagens Tropicais do Rio de Janeiro

Vista aérea do Corcovado, no Rio de Janeiro

Olhando para a foto do pico de 710m do Corcovado, você verá porque o Rio é mundialmente conhecido pelo nome de Cidade Maravilhosa. 

Montanhas cobertas de florestas cercam a cidade, praias reluzentes traçam a costa e uma série de ilhas minúsculas espalhadas pela orla marítima complementam o visual.

Longe de ser um plano de fundo cinematográfico, esta beleza à beira-mar oferece fantásticas aventuras ao ar livre: caminhadas na floresta tropical da Tijuca, passeios de bicicleta ao longo da Lagoa e praias, navegação pela Baía de Guanabara, surf, escalada e asa delta são apenas algumas das opções em meio a uma das paisagens urbanas mais impressionantes do mundo.

2. Praias cativantes do Rio de Janeiro

Praia de Ipanema

As praias do Rio seduzem os visitantes. 

A Praia de Copacabana tornou-se um símbolo do Rio durante a década de 1940, quando estrelas internacionais constantemente viajavam para passar o fim de semana na praia. 

Hoje em dia, a Praia de Ipanema é conhecida por sua fama e beleza, pois as estrelas da bossa nova Tom Jobim e Vinícius de Moraes introduziram o mundo ao seu fascínio na década de 1960. 

Para os cariocas, a praia é o quintal do Rio – um playground gratuito e aberto a todos, oferecendo diversão sem fim na forma de futebol, vôlei, surfe, petiscar, beber ou simplesmente relaxar no desfile de pessoas que passam.

3. Os ritmos do Rio de Janeiro

Arcos da Lapa, no Rio de Janeiro

A música é a alma do Rio e a trilha sonora da cidade inclui rock, bossa nova old school, hip-hop, funk e muitos estilos regionais do Brasil. 

Acima de tudo, há o samba, um estilo de música de fogo rápido com influências africanas e uma batida contagiante que é sinônimo do Rio. Você pode ouvi-lo por toda a cidade, mas a alma do samba reside na Lapa, um bairro de luz vermelha, localizado na região central do Rio, que abriga dezenas de bares de música ao vivo e uma enorme festa de rua de fim de semana que atrai foliões de todas as classes sociais. 

O samba é também o som integral durante o carnaval, e a música de apoio dançante para festas de rua e desfiles durante toda a noite.

4. A alegria de viver do Carioca

Falando em carnaval, o Rio sabe como festejar. 

Quer você chame isso de joie de vivre, Lebensfreude ou simplesmente alegria de viver, os cariocas têm de sobra. 

O carnaval é a manifestação mais óbvia desse espírito comemorativo. 

Mas o Rio tem muitas outras ocasiões para festejar: comemorações depois de uma grande partida de futebol do Flamengo (ou Vasco, Fluminense ou Botafogo); festas de samba de fim de semana pela cidade; baile funk parties nas favelas (favelas, comunidades informais); e festas de barco na baía – para não mencionar os grandes festivais como o Réveillon (véspera de Ano Novo) e as Festas Juninas.

Melhor época para viajar para o Rio de Janeiro

Definitivamente não existe época ruim, o Rio de Janeiro é um destino para todo o ano.

Não há nenhuma estação excessivamente chuvosa, enquanto em outras áreas do Brasil há meses em que a chuva não deixa nem a pessoa sair de casa, no Rio os meses com maior índice de chuva tem apenas 140 mm de precipitação – isso é muito pouco.

Além disso, o inverno também é perfeitamente suportável, o que faz do Rio de Janeiro um local para todo o ano, para sorte dos turistas!

O que fazer no Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro é cheio de atividades irresistíveis, que vão desde aproveitar as belezas naturais, até as vantagens de uma grande metrópole.

Com excelentes restaurantes, bares, além de praias belíssimas, cachoeiras e um dos maiores parque urbanos do mundo, o Rio de Janeiro nunca deixa a desejar.

Conhecer o Sambódromo (Marquês de Sapucaí) no Rio de Janeiro

Carnaval no Sambódromo do Rio de Janeiro

O epicentro do carnaval do Rio de Janeiro, o Sambódromo foi projetado por Oscar Niemeyer e concluído em 1984.

Durante grandes desfiles, vêm aqui vistas fantásticas das bancadas dos elaborados carros alegóricos, bailarinos e corpos de tambores. A arena ao ar livre recebeu uma reformulação para as Olimpíadas de 2016, com linhas de visão melhoradas e um design mais simétrico, de acordo com a visão original de Niemeyer.

Ir à Praia de Copacabana no Rio de Janeiro

Praia de Copacabana, no Rio

Uma magnífica confluência de terra e mar, a longa e recortada praia de Copacabana se estende por cerca de 4 km, com uma enxurrada de atividades ao longo de sua extensão: jogadores de futebol superalimentados cantando o hino da equipe; cariocas e turistas fazendo fila para caipirinhas em quiosques; favela crianças mostrando suas habilidades de futebol; e vendedores de praia gritando suas mercadorias entre os corpos da praia bronzeada.

Conhecer o Bondinho do Pão de Acúcar no Rio de Janeiro

Bondinho do Pão de Açúcar, no Rio de Janeiro

Vista do pico do Pão de Açúcar, o Rio é, sem dúvida, uma Cidade Maravilhosa

Há muitos bons momentos para fazer a subida, mas o pôr do sol em um dia claro é o mais gratificante. 

Dois teleféricos se conectam ao cume, 395m acima do Rio. 

No topo, a cidade se desdobra embaixo de você, com o morro do Corcovado e o Cristo Redentor, a oeste, e a praia de Copacabana, ao sul. 

Conhecer a Praia de Ipanema no Rio de Janeiro

Praia de Ipanema com Dois Irmãos ao fundo, no Rio de Janeiro

Um longo trecho de areia banhada pelo sol, a Praia de Ipanema é demarcada por postos, que marcam subculturas tão diversas quanto à própria cidade. 

O Posto 9, à direita da Rua Vinícius de Moraes, é para onde os corpos mais ágeis e bronzeados do Rio migram. A área também é conhecida como Cemitério dos Elefantes por causa dos poucos esquerdistas, hippies e artistas que às vezes ficam lá. 

Em frente à Rua Farme de Amoedo fica a Praia Farme, o ponto de encontro da sociedade gay.

Onde comer no Rio de Janeiro

Muito parecido com a audaciosa topografia de montanhas e mares, as refeições do Rio embalam uma grande e sensorial mistura de churrascarias brasileiras e churrascarias “do bairro”.

De quiosques de lanchonetes em todos os cantos, distribuindo bolinhos de massa de queijo ou pipoca, até os perenemente populares bufês por quilo (uma coisa essencial para se fazer no Rio), há uma abundância de “bom e barato”.

São várias opções para manter a fome sob controle na Cidade Maravilhosa. Em seus botecos animados, semelhantes a pubs, os pratos individuais geralmente são suficientes para dois compartilharem.

Vamos à lista dos melhores locais para se comer no Rio de Janeiro

Restaurante Oro

Restaurante Oro

Uma inspirada releitura da herança culinária brasileira – centrada na culinária de fogo aberto – deu ao Oro uma estrela Michelin e um lugar na lista dos 50 melhores restaurantes do mundo. 

Quer esteja a jantar no cardápio de degustação ‘Creativity’, que celebra produtos sazonais, ou no cardápio resumido ‘Afetividade’ de dois pratos exclusivos, a premiada sommelier Celia (esposa de Bronze) selecionará combinações perfeitas de vinhos.

Preço: Alto.

Feira Nordestina

Feira Nordestina, no Rio de Janeiro

Centenas de barracas de comida e bebida fazem deste um excelente lugar para provar a autêntica cozinha regional picante, incluindo muitas opções de frutos do mar. 

Você vai esquecer a acusação de que a comida brasileira pode ser sem graça quando você coloca suas costeletas em volta das pimentas e dos molhos de pimenta oferecidos aqui.

Preço: Acessível.

Restaurante Braseiro

Refeição no Braseiro, RJ

Despretensioso e autêntico, o espaço pode ser minúsculo, mas as porções estão longe disso. 

Peça a picanha, um corte difícil de encontrar fora do Brasil, e salsichas regadas com limão. 

Não importa se há uma espera gigante: tome um Chopp e absorva a atmosfera carioca animada.

Preço: Bem Acessível.

Restaurante Gurumê

Restaurante Gurumê, do Rio de Janeiro

Embora tenha um conceito casual para jantares, o Gurumê tem detalhes perfeitos de design – talheres de mesa da ceramista Denise Stewart e finas luzes negras descem do teto, em um espaço curvilíneo com abóbada de madeira que lembra barcos de pesca. 

Juntamente com os clássicos de sashimi e nigiri, alternativas criativas incluem ceviches zingy servidos em copos de Martini, fatias de burrata de atum, sliders de wagyu e um prato de sushi vegano.

Preço: Alto.

O que levar em sua viagem para o Rio de Janeiro

  • Protetor Solar
  • Blusas e Shorts leves
  • Acessórios de Carnaval (caso viaje ao Rio nessa época do ano)
  • Roupas de banho
  • Roupas para balada e saídas a noite
  • Sandálias e chinelos
  • Óculos de Sol
  • Boné ou Chapéu
  • Documentação Necessária

Onde se hospedar no Rio de Janeiro

É na Zona Sul onde ficam os pontos turísticos e paisagens que tornaram o Rio famoso internacionalmente.

Quem visita a cidade com esta imagem em mente dificilmente precisará sair de lá.

Ao buscar onde ficar no Rio de Janeiro, é na Zona Sul que quase todo turista irá reservar suas diárias.

Veja nossa dica de alguns hotéis na Zona Sul do Rio de Janeiro:

Savoy Othon – Copacabana

Localizado a 230m da Praia de Copacabana, uma das mais lindas do mundo, o Savoy Othon Hotel é ideal para aqueles que desejam ficar no centro da animada área de Copacabana.

O Wi-fi conta com rede Wi-fi em todas as áreas comuns e também dentro das acomodações.

Windsor Califórnia Hotel – Copacabana

Com localização ideal à beira-mar na Praia de Copacabana, o Windsor Califórnia Hotel oferece acomodações confortáveis ​​com móveis contemporâneos e vista do mar.

Hotel Atlântico Praia – Copacabana

Com uma localização ideal em frente à Praia de Copacabana, o Hotel Atlântico Praia fica a 1 km da Praia de Ipanema.

A propriedade oferece piscina aquecida ao ar livre e Wifi gratuito em todas as acomodações.

Hotel Astoria Palace – Copacabana

Oferecendo uma piscina na cobertura com vista panorâmica do mar, o Hotel Astoria Palace está situado na Praia de Copacabana. O

Buffet de café da manhã conta com várias opções.

Dicas de Segurança no Rio de Janeiro

  1. Fique atento – Sabemos que em um lugar tão cheio de belezas como o Rio de Janeiro é fácil se distrair. Mesmo assim, permaneça ligado e guarde bem objetos pessoais como carteira, celular e máquina fotográfica.
  2. Se informe – A internet hoje possibilita o acesso a tanta informação, por que então viajar para algum lugar sem antes ler a respeito dele? Além de pesquisar roteiros, lugares e conferir dicas em sites de viagem utilizem aplicativos de mapas para se locomover.
  3. Contrate um guia – Uma opção para viajar para o Rio de Janeiro com mais conforto e segurança é contratar um serviço de guia particular. Esse profissional oferece um conhecimento muito mais aprofundado sobre cada lugar, além de estar ambientado ao local e saber como lidar diante de diferentes cenários e situações.  
  4. Evite ir para lugares aleatórios – Sempre mantenha a programação, procure não sair andando sem rumo pela cidade, principalmente durante a noite. Não saia entrando em qualquer beco e nem em qualquer rua sem movimento, esteja atento e tente ao máximo saber para onde você está indo. Uma guia turístico pode te ajudar muito neste aspecto, o que certamente te poupará tempo, dinheiro e irá te garantir uma viagem com muito mais segurança.
  5. Leve seus documentos- Não deixe seus documentos no hotel, sempre que sair, certifique-se de que todos os documentos necessários estão com você.

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios